domingo, 7 de março de 2010

So pra contrariar

Penso, logo, NÃO existo!
Todo existencia está baseada no não pensar e as coisas que nao pensam são o fundamento de toda a vida, e ainda, de toda a eternidade!

Outra exemplificação: "Quem cala consente", dito vulgar, que nada informa.
Quem cala sabe consentir. Assim como quem não cala não significa que saiba consentir e nem que não consentiu. Porque falar nao elimina a condicionalidade, ao contrário, fá-la existir.

Outra: Dias comemorativos. Pra servem os dias comemorativos? Nao ha nada mais contraditorio e angustiante do que um "dia comemorativo".
Com todo respeito aos negros, mas, "Dia da Consciencia Negra"? Pra que diabos serve isso? Pra nada! Senão pra sempre lembrar que um dia houve a escravatura negra da qual até Roma aproveitou-se! Nao ha nada mais triste!

Dia Internacional da Mulher: Respeitosamente, mas, so server pra sempre lembrar-nos de um passado em que a mulher se reduzia aa profissão de "dona-de-casa", o que para ela soava mais como regime de "escravidao". Hoje mulher e homem vivem em regime de igualdade sociais. Entao...

Dia dos santos: A "santa igreja católica apostólica romana" martiriza e mata cidadãos por motivos desconhecidos da maioria, e apos te-lo feito, santifica suas vitimas e as poe em um altar erguido sobre a ignorancia dos seus fieis.

Porque comemoramos o dia do nosso aniversário se não temos agora um ano a mais, mas sim um ano a menos? Comemoramos a proximidade de nossa morte? Fazemos festa para a fatalidade de nossa partida? Se sim, porque então nos desesperamos quando finalmente chega o tão esperado sinistro?

Curiosamente, para o homenageado isso significa muita coisa. Ele não percebe que isso é apenas um sol tapado com peneira.

"Deixai que os mortos enterrem os mortos"!

______________________|_____________________________