terça-feira, 17 de maio de 2011

USA can't live without enemies. First Saddam Hussein, then Osama Bin Laden, now Ayman al-Zawahri, so on. Tomorrow will be U or me, can be anyone! Nobody see that is just to ward off your attention from the real problems: american people has been sucked from George Bush(1991) imperium till now! American people has been idiotized and U having fun dropping bombs and missiles on children, woman and elders among malnourished guerrillas who everyone call "terrorists"! Dont wanna be an american idiot!
______________________________________________________________________________

Os EUA não podem viver sem inimigos. Primeiro Saddam Hussein, em seguida, Osama Bin Laden, agora Ayman al-Zawahri, assim por diante. Amanhã vai ser U ou a mim, pode ser qualquer um! Ninguém que é apenas para afastar a sua atenção dos problemas reais: o povo americano tem sido sacaneado de imperium George W. Bush (1991) até agora! O Povo norte-americano tem sido idiotizado e voce divertindo jogando bombas e mísseis sobre as crianças, mulheres e idosos desnutridos entre os guerrilheiros, que todos chamam de "terroristas"! Não quero ser um idiota americano!

sábado, 7 de maio de 2011

noite nua e crua: Obrigatório ler!

noite nua e crua: Obrigatório ler!:noite nua e crua!

O professor Álvaro Santos Pereira (Universidade de Vancouver, Canadá) colocou ontem no seu blogue "Desmitos" um post que é obrigatório ler para perceber o que devíamos estar a discutir na campanha eleitoral. Aqui fica a reprodução:


Nos últimos dias, a "campanha" eleitoral tem sido constituida por um rol de "factos" que só servem para distrair os(as) portugueses(as) daquilo que realmente é essencial. E o que é essencial são os factos. E os factos são indesmentíveis. Não há argumentos que resistam aos arrasadores factos que este governos nos lega. E para quem não sabe, e como demonstro no meu novo livro, os factos que realmente interessam são os seguintes:
1) Na última década, Portugal teve o pior crescimento económico dos últimos 90 anos
2) Temos a pior dívida pública (em % do PIB) dos últimos 160 anos. A dívida pública este ano vai rondar os 100% do PIB
3) Esta dívida pública histórica não inclui as dívidas das empresas públicas (mais 25% do PIB nacional)
4) Esta dívida pública sem precedentes não inclui os 60 mil milhões de euros das PPPs (35% do PIB adicionais), que foram utilizadas pelos nosso governantes para fazer obra (auto-estradas, hospitais, etc.) enquanto se adiava o seu pagamento para os próximos governos e as gerações futuras. As escolas também foram construídas a crédito.
5) Temos a pior taxa de desemprego dos últimos 90 anos (desde que há registos). Em 2005, a taxa de desemprego era de 6,6%. Em 2011, a taxa de desemprego chegou aos 11,1% e continua a aumentar.
6) Temos 620 mil desempregados, dos quais mais de 300 mil estão desempregados há mais de 12 meses
7) Temos a maior dívida externa dos últimos 120 anos. 
8) A nossa dívida externa bruta é quase 8 vezes maior do que as nossas exportações
9) Estamos no top 10 dos países mais endividados do mundo em praticamente todos os indicadores possíveis
10) A nossa dívida externa bruta em 1995 era inferior a 40% do PIB. Hoje é de 230% do PIB
11) A nossa dívida externa líquida em 1995 era de 10% do PIB. Hoje é de quase 110% do PIB
12) As dívidas das famílias são cerca de 100% do PIB e 135% do rendimento disponível
13) As dívidas das empresas são equivalente a 150% do PIB
14) Cerca de 50% de todo endividamento nacional deve-se, directa ou indirectamente, ao nosso Estado
15) Temos a segunda maior vaga de emigração dos últimos 160 anos
16) Temos a segunda maior fuga de cérebros de toda a OCDE
17) Temos a pior taxa de poupança dos últimos 50 anos
18) Nos últimos 10 anos, tivemos défices da balança corrente que rondaram entre os 8% e os 10% do PIB
19) Há 1,6 milhões de casos pendentes nos tribunais civis. Em 1995, havia 630 mil. Portugal é ainda um dos países que mais gasta com os tribunais por habitante na Europa
20) Temos a terceira pior taxa de abandono escolar de toda a OCDE (só melhor do que o México e a Turquia)
21) Temos um Estado desproporcionado para o nosso país, um Estado cujo peso já ultrapassa os 50% do PIB
22) As entidades e organismos públicos contam-se aos milhares. Há 349 Institutos Públicos, 87 Direcções Regionais, 68 Direcções-Gerais, 25 Estruturas de Missões, 100 Estruturas Atípicas, 10 Entidades Administrativas Independentes, 2 Forças de Segurança, 8 entidades e sub-entidades das Forças Armadas, 3 Entidades Empresariais regionais, 6 Gabinetes, 1 Gabinete do Primeiro Ministro, 16 Gabinetes de Ministros, 38 Gabinetes de Secretários de Estado, 15 Gabinetes dos Secretários Regionais, 2 Gabinetes do Presidente Regional, 2 Gabinetes da Vice-Presidência dos Governos Regionais, 18 Governos Civis, 2 Áreas Metropolitanas, 9 Inspecções Regionais, 16 Inspecções-Gerais, 31 Órgãos Consultivos, 350 Órgãos Independentes (tribunais e afins), 17 Secretarias-Gerais, 17 Serviços de Apoio, 2 Gabinetes dos Representantes da República nas regiões autónomas, e ainda 308 Câmaras Municipais, 4260 Juntas de Freguesias. Há ainda as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional, e as Comunidades Inter-Municipais.
22) Nos últimos anos, nada foi feito para cortar neste Estado omnipresente e despesista, embora já se cortaram salários, já se subiram impostos, já se reduziram pensões e já se impuseram vários pacotes de austeridade aos portugueses. O Estado tem ficado imune à austeridade

Isto não é política. São factos. Factos que andámos a negar durante anos até chegarmos a esta lamentável situação. Ora, se tomarmos em linha de conta estes factos, interessa perguntar: como é que foi possível chegar a esta situação? O que é que aconteceu entre 1995 e 2011 para termos passado termos de "bom aluno" da UE a um exemplo que toda a gente quer evitar? O que é que ocorreu entre 1995 e 2011 para termos transformado tanto o nosso país? Quem conduziu o país quase à insolvência? Quem nada fez para contrariar o excessivo endividamento do país? Quem contribuiu de sobremaneira para o mesmo endividamento com obras públicas de rentabilidade muito duvidosa? Quem fomentou o endividamento com um despesismo atroz? Quem tentou (e tenta) encobrir a triste realidade económica do país com manobras de propaganda e com manipulações de factos? As respostas a questas questões são fáceis de dar, ou, pelo menos, deviam ser. Só não vê quem não quer mesmo ver.
A verdade é que estes factos são obviamente arrasadores e indesmentíveis. Factos irrefutáveis. Factos que, por isso, deviam ser repetidos até à exaustão até que todos nós nos consciencializássemos da gravidade da situação actual. Estes é que deviam ser os verdadeiros factos da campanha eleitoral. As distracções dos últimos dias só servem para desviar as atenções daquilo que é realmente importante.

Álvaro Santos Pereira

terça-feira, 3 de maio de 2011

FALSA MORTE | FAKE DEATH | Falsa muerte | MORT FAKE | Scheintod

FALSA MORTE

> A morte de Bin Laden, mostrou que o povo americano tem mentalidade de um garoto de 11 anos: cérebro mal formado, nem criança, nem adulto, e acha que pode dominar o mundo de acordo com suas próprias regras de "olho por olho e dente por dente"!

> O povo americano se comportou como se fossem uma gangue, máfia ou narcotráfico, ou seja, falso nacionalismo!
> O assassinato de Bin Laden nada mais é do que uma falta de vergonha para uma nação que se diz "democrática" e "cristã"!
> Ou será que a democracia e a cristianismo é exatamente isso? Vingança e assassinato! Sob alegação de proteger-se do "mal"!
> Não se deixa de viver apenas por parar de respirar!

Bem como não significa que esteja vivo apenas por estar respirando!
> Elvis não morreu, Hittler respira através de milhões de neo nazistas e Genghis Khan mira através dos milhões de olhos apertados dos chineses


Pensem nisso.
________________________________________________________

FAKE DEATH

The death of bin Laden, showed that the American people have the mentality of a boy of 11yo: malformed brain, neither child nor adult, and think you can rule the world according to its own rules of "eye for eye, tooth for a tooth!

The American people behaved as if they were a gang, mafia or drug trafficking, or false nationalism!

The assassination of bin Laden is nothing more than a shameful thing for a nation that calls itself "democratic" and "Christian"!
Or is that democracy and Christianity is just that? Revenge and murder! Under claim protection from the "evil"!

Do not stop living just to stop breathing!
As well does not mean he is alive only to be breathing!
Elvis is not dead, Hittler breathes through millions of neo Nazis and Genghis Khan sight through narrowed eyes of millions of Chinese

Think about it.

_________________________________________________________
Falsa muerte

La muerte de Bin Laden, mostró que el pueblo estadounidense tiene la mentalidad de un niño de 11 años: malformaciones cerebrales, ni niño ni adulto, y cree que puede gobernar el mundo según sus propias reglas de "ojo por ojo, diente por diente!


El pueblo estadounidense se comportó como si se tratara de una pandilla, mafia o narcotráfico, o el nacionalismo falso!

El asesinato de Bin Laden no es más que una vergüenza para una nación que se autodenomina "democrático" y "cristianos"!
¿O es que la democracia y el cristianismo es sólo eso? La venganza y el asesinato! Bajo la protección de la demanda del "mal"!

No dejar de vivir sólo para dejar de respirar!
Además no quiere decir que está vivo sólo para respirar!
Elvis no ha muerto, Hittler respira a través de millones de neonazis y de la vista de Genghis Khan, entrecerrando los ojos de millones de chinos

Piense en ello.
__________________________________________________

MORT FAKE

La mort de Ben Laden, a montré que le peuple américain a la mentalité d'un garçon de 11 ans: le cerveau mal formé, ni enfant ni adulte, et pensez que vous pouvez diriger le monde selon ses propres règles de «œil pour œil, dent pour dent!


Le peuple américain se comportaient comme s'ils étaient un gang, mafia ou le trafic de drogue, ou faux nationalisme!

L'assassinat de Ben Laden n'est rien de plus que d'une chose honteuse pour une nation qui se dit «démocratique»et «chrétiens»!
Ou est-ce la démocratie et le christianisme n'est que cela? La vengeance et assassiner! Sous la protection de réclamer le «mal»!

Ne pas cesser de vivre simplement arrêter de respirer!
De même ne veut pas dire qu'il est vivant seule à respirer!
Elvis n'est pas mort, respire Hittler par des millions de nazis et néo Gengis Khan vue à travers les yeux plissés de millions de Chinois

Pensez-y.

___________________________________________________________

Scheintod

Der Tod von bin Laden, zeigte, dass das amerikanische Volk die Mentalität der ein Junge von 11 Jahren: missgebildete Gehirn, weder Kind noch Erwachsener, und denke, man kann die Welt nach ihren eigenen Regeln von "Auge um Auge, Zahn Regel um Zahn!


Das amerikanische Volk tat, als ob sie eine Bande, Mafia oder Drogenhandel, Nationalismus oder falsch waren!

Die Ermordung von bin Laden ist nichts anderes als eine Schande für eine Nation, die sich als "demokratische" und "christlich "!
Oder ist die Demokratie und das Christentum ist nur, dass? Rache und Mord! Unter Anspruch auf Schutz vor dem "Bösen "!

Nicht aufhören zu leben, nur um atmen zu stoppen!
Wie gut, bedeutet nicht, er lebt nur zu atmen!
Elvis ist nicht tot, Hittler atmet durch Millionen von Neonazis und Dschingis Khan Blick mit zusammengekniffenen Augen von Millionen von Chinesen

Denken Sie darüber nach

____________________________________________________________________